quinta-feira, 30 de junho de 2016

Canavieiras Como Cenário Para Revistas de Grande Circulação

Cais do Porto de Canavieiras - Cenário da Revista Motor Show

A revista Motor Show, especializada em reportagens e divulgação de carros, recentemente, em sua edição de junho de 2016, apresentou a relação dos carros mais vendidos no Brasil e, em sétima colocação, apareceu o Fiat Strada.

Mas o mais importante não foi o carro apresentado, mas sim onde ele foi apresentado: em frente ao casario do Centro Histórico de Canavieiras, um dos mais belos conjuntos arquitetônicos da fase áurea do cacau, tombado pelo Patrimônio Histórico e que deixa qualquer um maravilhado, quer pela sua beleza, quer pelo seu estado de conservação.

A revista fez uma bela escolha ao apresentar o carro em frente a um dos maiores pontos turísticos do Estado da Bahia: o Cais do Porto de Canavieiras e seu  maravilhoso casario  do Centro Histórico. 

Você também poderá desfrutar desta beleza, é só ir até Canavieiras e, em frente ao Cais do Porto, olhar para o belo casario que o emoldura. Não se esqueça de levar a sua máquina fotográfica ou seu celular para fotografar esta maravilha e guardar de recordação. 

Conheça Canavieiras, a Princesinha do Sul, a cidade que faz você sonhar acordado como se estivesse em um paraíso.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

A Colheita do Cacau em Canavieiras

Quebradores de Cabaças - Uma das Atividades Relacionadas
 à Colheita do Cacau

Em Canavieiras, uma das principais atividades, desde o final do século XVIII, é a lavoura do cacau, fruto do qual é feito uma das maiores delícias que a humanidade pode saborear: o chocolate que, preparado das mais variadas formas faz a felicidade de todo mundo.

O cacau é plantado em quase todo o município de Canavieiras. Ele floresce à sobra das árvores da Mata Atlântica e, por isto, onde floresce o cacau, a floresta e a fauna é preservada. Mas se planta cacau onde não tem floresta? A resposta é sim. As mudas de cacau podem ser plantadas sob a sombra de bananeiras enquanto a vegetação definitiva - árvores nativas - não alcancem o porte necessário para sombreá-las.

Os frutos do cacaueiro sempre florescem no caule e galhos, dando à arvore uma beleza sem igual. Dentro da cabaça do cacau são encontrados sementes envoltas por uma polpa branca e adocicada que pode ser usada para ser servida em forma de deliciosos sucos.

Uma das épocas mais movimentadas nas lavouras do cacau é a colheita do fruto, feita manualmente de galho em galho, de árvore em árvore e de caule em caule e os frutos são amontoados espaçadamente para que, depois, as suas cabaças sejam quebradas e as sementes recolhidas para a secagem.

Este cerimonial é repetido todos os anos na época da colheita e todos os seus personagens são pessoas simples, trabalhadores rurais sem carteira assinada e sem direitos trabalhistas que derramam o seu suor para que outras pessoas desfrutem o sabor do chocolate. 
   

terça-feira, 28 de junho de 2016

Como Tomar Banho de "Terras Raras Radioativas" em Canavieiras

Banhistas de Lama Negra - Rica em Terras Raras Radioativas
 e Areias Monazíticas - Ilha das Garças - Canavieiras-BA

A Lama Negra da Ilha das Garças, uma das grandes atrações turísticas da cidade de Canavieiras, é composta, em grandes quantidades por terras raras e areias monazíticas, proporcionando assim, um grande benefício para a cura das doenças da pele e também para algumas doenças degenerativas, tais como das articulações e da coluna.

Tanto as terras raras como as areias monazíticas são compostas por minerais radioativos, mas esta radioatividade, por ser natural, traz apenas benefícios à saúde, principalmente para aquelas pessoas que portam algum tipo de doença de pele ou degenerativa.

Também as terras raras servem para prevenir o aparecimento de tais doenças, portanto, o banho de Lama Negra é benéfica para todas as pessoas e, além disto, é um divertimento sem igual, tanto pelo próprio banho em si, como também pela viagem maravilhosa pelo Rio Pardo até chegar ao destino final: a Ilha das Garças.

Quando você for a Canavieiras não deixe de conhecer a Lama Negra da Ilha das Garças e, se você não tiver nenhum problema de saúde, apenas se divirta e deixe o tempo passar. Você jamais se esquecerá desta aventura.

Conheça Canavieiras, a Princesinha do Sul, a cidade da arquitetura dos coronéis do cacau mais conservada e mais bonita do Brasil e onde os sonhos serão sempre sonhados, tanto pela sua paz como pela sua tranquilidade.   

Turistas Tomando Banho de Lama Negra na Ilha das Garças, Rica
 em Terras Raras Radioativas e Areias Monazíticas - Canavieiras-BA

sábado, 25 de junho de 2016

A Cadeia Pública - Uma das Sete Maravilhas de Canavieiras

Cadeia Pública de Canavieiras - Atual Biblioteca Municipal -
Praça da Bandeira - Foto de Regis Silbar

A Cadeia Pública de Canaveiras é um dos prédios mais emblemáticos e representativos da arquitetura do século XIX de Canavieiras. Ele representa o poder do dinheiro que circulava na cidade nos tempos áureos da cultura do cacau e dos garimpos de diamantes do Rio Salobro.

Atualmente no prédio da Cadeia de Pública de Canavieiras funciona a Biblioteca Municipal Afrânio Peixoto, com um acervo de quase dez mil livros, dos quais, por volta de quase mil foram doados por Regis Silbar no ano de 2010.

Quando você for a Canavieiras não deixe de visitar o prédio da Biblioteca Municipal, na Praça da Bandeira, no Centro Histórico da cidade e não deixe de tirar algumas fotos para guardar de recordação e, quem sabe, um dia voltar para revê-lo outra vez.


Cadeia Pública de Canavieiras à Noite - Atual Biblioteca
Municipal - Praça da Bandeira - Foto de Regis Silbar

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Canavieiras - Um Casarão Através dos Tempos

Casarão  Localizado  na  Antiga  Rua  do  Brejo  -  Hoje
General Pederneiras - Década de Quarenta do Século XX
 - Canavieiras-BA

Canavieiras, a Princesinha do Sul, já teve seus dias de glória nos tempos áureos do cacau e dos diamantes que jaziam no leito do Rio Salobro. Nestes tempos os belos casarões brotavam em suas principais ruas do Centro Histórico, sendo a mais nobre delas a Rua do Brejo, a rua em que viviam as mais abastadas famílias da cidade, chefiadas pelos antigos coronéis do cacau.

Mas o tempo passou, e neste meio-tempo a cidade foi se degradando, diversos casarões foram demolidos e em seu lugar foram construídos prédios em estilo decadente, dignos das mais pobres comunidades do Rio de Janeiro. Outros prédios foram reformados e ficaram diferentes dos projetos originais, mas, no entanto, não ficaram com a aparência favelizada com em outros casos.

Seria necessário que o Poder Público ficasse vigilante para impedir que novos abusos sejam cometidos por pessoas que não se interessam em preservar o passado histórico da cidade para que, no futuro, ela pudesse viver quase que exclusivamente do turismo.  


O Mesmo Imóvel da Foto Acima na Rua do Brejo Reformado
 em Desacordo com o Projeto Original - Canavieiras-BA

sexta-feira, 3 de junho de 2016

O Parque da Ruínas - Canavieiras-BA

Parque das Ruínas - Cais do Porto - Centro Histórico
 - Canavieiras-BA - Foto de Regis Silbar


O Centro Histórico de Canavieiras, na Costa do Cacau, é cheio de surpresas e, entre estas surpresas está o Parque das  Ruínas: um conjunto arquitetônico com a fachada de antigos prédios que fizeram parte da história da cidade e que hoje, servem apenas para emoldurar a paisagem.

Na parte interior do parque, uma grande área gramada, pontilhada com algumas árvores, completam a tranquilidade do lugar. E é com esta tranquilidade que, do parque, podemos admirar o rio a passar vagarosamente pela Ponte do Lloyd.

Estas ruínas nos fazem lembrar o passado, pois em um dos prédios funcionava o Instituto do Cacau, em outro o Arquivo Municipal da cidade e no último a firma A. de Castro, prédios que um dia tiveram uma intensa vida em seu interior, mas hoje, em seu interior, restam apenas recordações e lembranças.

Visto da Ponte do Lloyd o parque apresenta um visual surpreendente, pois nele há uma grande árvore que projeta, com a sua copa de folhas miúdas, um enorme sombreado que protege do sol todos os que, daquele ponto, admiram os barcos que navegam pelo Rio Pardo.

Quando você for a Canavieiras, não deixe de dar uma passadinha no Parque das Ruínas e, a partir dele, admirar o Rio Pardo e a Ponte do Lloyd.  

Árvore Frondosa que Embeleza o Parque das Ruínas no Centro
 Histórico em Canavieiras - Foto de Regis Silbar 


domingo, 29 de maio de 2016

O Futuro dos Belos Casarões dos Coronéis do Cacau em Canavieiras

Rua do Brejo - Canavieiras-BA - Em Primeiro
 Plano Casarão Onde Funcionou o Cartório da
Rua do Brejo - Foto da Coleção Regis Silbar

O Centro Histórico de Canavieiras, infelizmente, está sendo paulatinamente destruído, com a complacência das autoridades municipais, que não impedem que proprietários de imóveis, sem o menor senso de responsabilidade social, promovam a destruição de prédios históricos para a construção de residências com características típicas de construções levantadas em favelas das grandes cidades.

É um crime contra ao patrimônio da cidade a destruição de imóveis com inegáveis valores artísticos e que marcaram uma época na história da cidade. Também é crime a extrema leniência da administração pública em deixar de punir tais barbaridades, já que tais atos comprometem, de forma definitiva, o conjunto arquitetônico do patrimônio da cidade.

Na foto estampada ao alto, podemos apreciar, em primeiro plano, o prédio onde funcionava o cartório da Rua do Brejo nas décadas de cinquenta e de sessenta do século passado. Era um prédio de linhas simples com a arquitetura característica da fase áurea do cacau, provavelmente mandada construir por um rico coronel. Este imóvel tinha um dos maiores terrenos da Rua do Brejo, o que já indicava uma certa ostentação se compararmos com os imóveis ao redor.

Uma singular peculiaridade deste imóvel era a ausência de portas na fachada principal, que era ocupada apenas por quatro grandes janelas. A entrada para o imóvel era através de uma porta lateral que dava acesso diretamente à sala principal, onde em meados do século passado funcionava um cartório.

Atrás desta preciosidade, em um grande salão, funcionava o Educandário São Boaventura, da professora Florinda Ribeiro Barbosa, também chamada de professora Filuzinha. Era a mais tradicional escola da cidade e era frequentado pelos filhos das pessoas mais abastadas e também por filhos de pessoas sem recursos, bolsistas integrais, dada a generosidade da professora.

Hoje em dia, no lugar deste lindo casarão que contava um pouco da história da cidade, existe uma construção com estilo característico das favelas das grandes metrópoles. É uma pena, pois era uma das mais antigas e diferenciadas construções da Rua do Brejo. Haja coração para tanta destruição.  


O Mesmo Trecho da Rua do Brejo em Canavieiras. O Sobrado
Verde está no Mesmo Local do Casarão Onde Funcionava o
Cartório da Cidade