quinta-feira, 11 de julho de 2019

Como Impedir que Vândalos Danifiquem o Monumento ao Caranguejo - O Símbolo de Canavieiras

Escalamento do Pedestal do Monumento ao
Caranguejo em Canavieiras-BA

O Monumento ao Caranguejo é o símbolo de Canavieiras, a Princesinha da Costa do Cacau e capital do caranguejo e é também uma das atrações mais visitadas e fotografadas da cidade.

Mas o monumento está sempre danificado, sempre faltando uma das patas e, às vezes, com outros danos em sua estrutura que custam muito dinheiro para serem novamente postos em ordem e receber os olhares de admiração dos turistas que visitam a cidade,

Os danos são geralmente causados por turistas que ao subirem no monumento para registrar uma foto, danificam o símbolo da cidade e, depois, vão embora como se nada tivesse acontecido.

Esta atitude também pode ser considerada uma forma de vandalismo, pois todos sabem, antes de escalar o pedestal, que o monumento poderá ser danificado mas, mesmo assim, sobem sem o menor constrangimento.

O pedestal também sofre com este tipo de atitude de alguns turistas nocivos, pois as  pedras se soltam e se desgastam quando eles a escalam para chegar até o monumento e estão sempre sendo recolocadas do local onde se desprenderam devido ao peso dos vândalos.

Um modo de prevenir e amenizar estes atos nocivos para a cidade é plantar ao redor do pedestal do monumento uma espécie de planta clamada Coroa-de-Cristo, cujo nome  científico é Euphorbia Milli. Com esta planta em redor do monumento muito poucos se atreverão a escalar o monumento para fins fotográficos.

A Coroa-de-Cristo é uma espécie cheia de longos espinhos, com as pontas bem finas, mas com  muitas flores e ótima para impedir que pessoas ultrapassem cercas vivas cultivadas com esta planta.

Só assim o Monumento ao Caranguejo se livrará dos turistas indesejáveis que o danificam e Canavieiras, assim, se livrará dos custosos reparos no monumento.


Família Sentada  no  Pedestal  e  Encostada  no
Monumento ao Caranguejo em Canavieiras-BA

terça-feira, 2 de julho de 2019

Hoje é Dois de Julho - Dia da Independência da Bahia - Festa em Canavieiras

Concentração Popular no Antigo Largo Dois de
Julho  no  Dia Dois de Julho  -  Canavieiras-BA

O dia Dois de Julho é uma festa em Canavieiras, a Princesinha da Costa do Cacau, a mais bela cidade do sul do Estado da Bahia. É o dia em que a Bahia ficou independente de Portugal, depois e uma heróica e gloriosa guerra em que a vitória foi dos baianos.

Antigamente a festa era realizada no Largo Dois de Julho, localizado onde hoje está o Colégio Estadual Osmário Batista - CEOB. A festa era grandiosa e reunia uma multidão que comemorava a data com entusiasmo.

Depois, quando o largo foi desmontado, a festividade passou a ser comemorada através de desfiles escolares que abrilhantavam a data com as suas bandas marciais e com o marchar solene dos alunos pela Rua Treze de Maio.

Realmente, o passado de Canavieiras tem muita história e fatos interessantes que devem ser passados para que não caiam no esquecimento. Um povo sem passado é um povo sem história. Um povo sem história é um povo sem passado.


Navio Dois de Julho, nome de batismo em 
Homenagem à Independência da Bahia 

"O Medo do Bate-Bola" na Rua Treze de Maio em Canavieiras

"O Medo do Bate-Bola" - Rua Treze
 - Carnaval de 1953 - Canavieiras-BA

A foto acima foi tirada na Rua Treze de Maio, em Canavieiras, no Carnaval de 1953  e flagra um menino de três anos chorando com medo de um bate-bola que permanece impávido na porta de sua casa como se nada estivesse acontecendo.

O mais importante desta foto icônica é a captação de um momento especial que a torna uma das mais impressionantes fotos já realizada em Canavieiras. Nela nada foi programado, mas demonstra de maneira explícita o medo que um bate-bola provoca em uma criança.

Não conheço outra foto tirada em Canavieiras que demonstre de maneira tão peculiar, um sentimento que contenha tanta emoção, mesmo que seja em um passado tão distante.

   

sábado, 29 de junho de 2019

Famílias Barbosa e Ribeiro em Foto no Aeroporto de Canavieiras em 1953

Famílias  Barbosa  e  Ribeiro em Foto no Aeroporto
 de Canavieiras em 1953 - Último a Direita: Coronel
Baduca,  Penúltimo   a   Direita:  Arthêmio  de  Lyro
Barbosa,  patriarcas das famílias   -    Colorizado por
Regis Silbar


O Aeroporto de Canavieiras, também chamado Campo de Aviação ou Campo de Pouso, já foi um lugar muito movimentado no passado, recebendo aviões, mercadorias e passageiros quase todos os dias e também era um lugar aprazível para se visitar e tirar fotos ao lado de aviões, o que sempre acontecia.

Em um dia dos meses finais do segundo semestre do ano de 1953, alguns familiares das famílias Barbosa e Ribeiro se reuniram no Aeroporto de Canavieiras para tirar algumas fotos para a posteridade ao lado de um teco-teco que estava estacionado próximo ao terminal de passageiros.

Era muita gente reunida, mas a foto ficou muito boa com com as crianças na frente e os mais velhos nas últimas duas fileiras e o teco-teco atrás de todos, emoldurando o cenário da fotografia que, por sinal, ficou muito bonita.

Original em Preto e Branco da foto acima, sendo o último
 a direita o Coronel Baduca e penúltimo o Sr. Arthêmio de
Lyro Barbosa, patriarcas das Famílias Ribeiro e Barbosa, respectivamente


O Chafariz nº 21 da Avenida Otávio Mangabeira em Canavieiras

Chafariz nº 21 da Avenida Otávio Mangabeira
 em Canavieiras - Foto de Autor Desconhecido
 - Colorizado por Regis Silbar

O Chafariz nº 21 foi inaugurado em maio de 1969. Estava localizado na Avenida Otávio Mangabeira, principal via pública de Canaveiras, bem próximo ao aeroporto ou Campo de Aviação como era então chamado, e bem nos fundos do Hospital Regional Regis Pacheco, o único da cidade.

Assim podemos dizer que ele foi construído em um local com ampla visibilidade para poder ostentar, à vista de todos, o nome do prefeito, com letras garrafais e com amplo destaque, como era costume na época.

Hoje em dia o chafariz não existe mais. Ele foi demolido e, em seu lugar, foi construído a Escola Municipal Noécia V. Cavalcante que cumpre a função de educar os alunos nela matriculados.  

sexta-feira, 28 de junho de 2019

As Principais Praças Públicas de Canavieiras

Canavieiras, a Princesinha da Costa do Cacau, a mais bela e preservada cidade histórica do ciclo do cacau no Estado da Bahia, tem cinco praças principais que se destacam, quer por seus motivos arquitetônicos, históricos ou mesmo por motivo de festividades tradicionais que reúnem grande parte da sua população em um só local. Assim, podemos enumerar as praças abaixo como sendo as suas principais:

Praça da Bandeira: É a praça onde estão concentrados alguns do prédios públicos mais belos e tradicionais da cidade, tais como a Prefeitura Municipal, a antiga Cadeia Pública e a Secretaria de Educação que, embora não tão antigo assim, foi reformando para que sua arquitetura ficasse combinando com o conjunto de prédios públicos de estilo art nouveau que emolduram a praça.

Praça da Bandeira com a Prefeitura Municipal ao
fundo - Canavieiras-BA - Foto de Regis Silbar



Praça de Cesta: Oficialmente Praça Felinto Melo. É a praça onde se reúnem à noite os turistas para curtir o frescor da brisa da orla do Rio Pardo e saborear os petiscos servidos nos restaurantes e bares que pontilham no local. É onde também está o principal coreto da cidade: a Cesta, monumento tradicional que acompanha a vida da cidade desde o início do Século XX.

Praça da Cesta com o tradicional coreto -
Canavieiras-BA - Foto de Regis Silbar


Praça do Cacau: É a tradicional praça onde as turmas de jovens se reuniam e onde os blocos de carnaval de antigamente começavam ou terminavam os desfiles. Devido a sua localização, as caravanas e desfiles políticos sempre por ela passavam. Hoje em dia é um ponto de tranquilidade.

Praça do Cacau - Centro Histórico - Canavieiras-BA
 - Foto de Regis Silbar

Praça de São Boaventura: Fica em frente à matriz da cidade e nela as comemorações sempre estiveram presentes, tanto as religiosas como as profanas. Procissões, barraquinhas de comidas e bebidas típicas, músicas, fogos de estampido, lavagem das escadarias da igreja e concentrações de irmandades religiosas sempre estiverem presentes durante toda a sua existência. Nas festas de São Boaventura, padroeiro da cidade, multidões nela se aglomeram para participar dos festejos que incluem diversas atividades.

Praça de São Boaventura com a igreja matriz
 ao fundo  -  Canavieiras-BA  -  Foto de Autor
Desconhecido

Praça da Capelinha: É lá que acontecem as festividades mais populares da cidade e onde o povo participa com mais espontaneidade das comemorações. A puxada do Mastro de São Sebastião está entre as suas festas com maior participação. Esta praça não fica no Centro Histórico nem perto dela, mas em um bairro popular da periferia. Nesta praça está localizada a Capela da Sagrada Família, mas conhecida como Capelinha.

Praça  da  Capelinha  tendo  ao  fundo a Capela
da Sagrada Família - Canavieiras-BA  -  Foto de
Regis Silbar

domingo, 16 de junho de 2019

Escola Frei Sampaio de Canavieiras - A Primeira Escola Mista do Interior da Bahia

Escola Frei Sampaio em Canavieiras-BA - A
Primeira Escola Mista do Interior da Bahia

A Escola Frei Sampaio, em Canavieiras, a Princesinha da Costa do Cacau, no sul do Estado da Bahia, foi a primeira escola do interior do estado a ter meninos e meninas em uma mesma sala de aula, esse pioneirismo se deu por iniciativa do seu patrocinador, a Loja Maçônica União e Caridade.

A Escola Frei Sampaio, vai completar um século em 7 de setembro de 2021, portanto ela foi fundada em 07-09-1921, dia da Independência do Brasil, quando Canavieiras ainda reinava soberana como uma das cidades mais ricas do Estado da Bahia.

Hoje a Escola Frei Sampaio funciona em parceria com o Município de Canavieiras, mas já foi, no início do século, um fator de desenvolvimento social para todos os canavieirenses que frequentaram as suas salas de aula.