sexta-feira, 15 de junho de 2012

O Casario em Ruínas do Porto de Canavieiras

Ruínas no Cais do Porto de Canavieiras, na Orla do Rio Pardo
 - Foto de Regis Silbar

O casario do Cais do Porto é um dos bens mais preciosos de Canavieiras. Suas belas e simples construções é um marco arquitetônico, com edificações do final do século XIX e início do século XX, sem nada igual em todo o sul do Estado da Bahia. Canavieiras já foi rica e muito rica, sustentando, nos tempos áureos do cacau, quase todo o estado e foi essa riqueza que fez da cidade a Princesinha do Sul.

Atualmente o Cais do Porto e dividido em duas partes, embora seja um só conjunto arquitetônico. A Rua do Brejo, a atual General Pederneiras é a rua que faz a divisão entre a parte nobre e a parte pobre. De um lado está o casario bem cuidado, bem conservado e com os bares e restaurantes que enfeitam a orla do Rio Pardo. Do outro lado estão as ruínas, o comércio decadente e a falta de visão dos prefeitos que passaram nas últimas décadas pela prefeitura

Ora, se o conjunto arquitetônico é um só, se a beleza é uma só, se o conjunto de paisagem é um só, porque não se dá a mesma atenção ao conjunto do monumento como um todo, como realmente o é?    


Ruínas no Cais do Porto de Canavieiras, na Orla do Rio Pardo
 - Foto de Regis Silbar


Essa visão míope está fazendo Canavieiras perder as suas maiores relíquias, já que o índice de deterioração destas construções já está em processo acentuado e, se nada for feito, Canavieirass perderá as suas jóias preciosas e talvez deixe de ser o cenário preferido das novelas de época, uma fonte de propaganda gratuita para a cidade.

Esses espaços poderiam ser aproveitados para a expansão dos bares da orla do Rio Pardo, boates, casas de cultura, museus, sede para as filarmônicas da cidade ou outra atividade cultural qualquer, ficando os ocupantes obrigados a manterem os prédios em boas condições. 


Prédios em Ruínas e com Conservação Precária na Orla do Rio Pardo -
Foto de Regis Silbar

Mas, mesmo assim, vale a pena admirar as construções que nos remetem ao passado desta magnífica cidade, que ficou muito tempo dormindo no tempo e está acordando aos poucos para a sua beleza. Todos sabem que de beleza e história também se vive, basta ver o exemplo de Paraty, no Rio de Janeiro, que é uma cidade que vive do seu passado e está ficando rica com o turismo.

Canavieiras deveria seguir este exemplo, mas para que isto seja possível é necessário que cuide melhor de suas riquezas, que é a sua maravilhosa arquitetura, única e que ainda pode ser recuperada com um pouco de boa vontade.   



Casario com Conservação Precária na Orla do Rio Pardo em Canavieiras -
 Foto de Regis Silbar



O povo de Canavieiras poderia estar vivendo muito melhor se os seus representantes fossem homens de ação e, ao invés de praticarem politicagens mesquinhas, deveriam, isto sim, procurar as agências de turismos, com fotos da cidade e de suas praias para que a cidade passasse a fazer parte do circuito de turismo do sul da Bahia.

Mas para que isto se torne possível é necessário que os prefeitos não deixem a cidade morrer, pois sem o seu passado, Canavieiras será uma cidade morta, sem qualquer perspectiva para o futuro.


´Casarios Deteriorados e em Ruínas na Orla do Rio Pardo em Canavieiras -
Foto de Regis Silbar

Nenhum comentário:

Postar um comentário